logo unimontes original

O teu browser naéo suporta flash. Favor reinstalar o plugin do Flash Joomla Random Flash Module by DART Creations
seta Universidade Estadual de Montes Claros - MG | Sábado, 19 de agosto de 2017 | relogio 07:55

Unimontes tem mais dois projetos de Pesquisa aprovados em edital da Fapemig

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) teve mais dois projetos de pesquisa aprovados em edital da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), que serão contemplados com suporte financeiro da instituição – na Chamada 02/2017. Os estudos serão desenvolvidos na área de saúde e estão vinculados ao Programa Pesquisador Mineiro (PPM XI). Um dos projetos é referente à pesquisa sobre um tipo de câncer. As pesquisas aprovadas da Unimontes somam R$ 100,8 mil (R$ 50,4 mil cada).

O edital tem como objetivo "apoiar a execução de projetos de pesquisa científica, tecnológica ou de inovação, financiados por instituições de fomento à pesquisa, que estejam em desenvolvimento e sejam coordenados por pesquisadores vinculados às instituições de ciência e tecnologia sediadas no estado de Minas Gerais". O prazo de execução de cada proposta é de dois anos.

Um dos projetos de pesquisa da Unimontes é de autoria do professor Hercílio Martelli Júnior, pesquisador que também é pró-reitor de Pós-Graduação da universidade. O titulo do estudo é "Análise Clínica e Genética de Doenças com Envolvimento Orofacial". Conforme explica o autor, a proposta tem como meta aprofundar a investigação científica sobre doenças genéticas com envolvimento orofacial.

O pesquisador também destaca a importância do apoio da Fapemig às pesquisas implementadas e executadas pela Universidade Estadual de Montes Claros e por outras instituições mineiras. Em especial, ressalta que a chamada da Fapemig é universal, ou seja, contempla todas as áreas do conhecimento.

"Particularmente, as propostas contempladas possuem perfil de avanços científicos de fronteira, em face da ampla concorrência deste edital e das possibilidades envolvendo linhas de pesquisa e não somente um projeto de investigação científica", destaca o pró-reitor. "Assim, o PPM possibilita, de maneira clara, além da produção técnica e científica, a formação de recursos humanos qualificados nos projetos a serem desenvolvidos de forma mais ampla e flexível", complementa.

PESQUISA SOBRE CÂNCER

A outra proposta da Unimontes aprovada no âmbito do edital da Fapemig é de autoria do professor e pesquisador Alfredo Maurício Batista de Paula, do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (mestrado e doutorado). Ele desenvolve pesquisa sobre um tipo de câncer: o carcinoma de célula escamosas.

O projeto tem uma denominação extensa: "Estudo da força muscular e da expressão plasmática e muscular estriada esquelética de moléculas do sistema proteolítico intracelular ubiquitina-proteassoma na caquexia associada ao carcinoma de células escamosas do trato aerodigestivo superior".

O professor Alfredo de Paula ressalta que o câncer do trato aerodigestivo superior denomina um grupo de neoplasias malignas que ocorrem na mucosa de revestimento das regiões anatômicas da boca, orofaringe, hipofaringe e laringe.

"O tipo de câncer mais prevalente nessas regiões anatômicas é o Carcinoma de Células Escamosas (CCE) e representa um importante problema de saúde pública mundial", afirma o pesquisador.

Ele ressalta que cerca de 60% de pacientes com câncer em estágio clínico avançado manifesta uma síndrome paraneoplásica conhecida como caquexia, na qual ocorre uma progressiva consumação física decorrente principalmente de alterações dos metabolismos protéico e energético em fibras musculares e no tecido adiposo (tecidos alvos), respectivamente, dos pacientes com câncer.

No projeto de pesquisa, destaca professor Alfredo Maurício, é investigada "a associação de uma série de fatores de clínica médica, antropométricos, da composição corpórea, desempenho físico, dietéticos e bioquímicos em indivíduos com câncer do trato aerodigestivo superior. Nos tecidos biológicos alvos desses pacientes serão investigadas alterações moleculares em vias de sinalização potencialmente pró-caquéticas, tais como, a de proteólise intracelular mediada pelo sistema ubiquitina-proteassoma".

Ele ressalta que, "adicionalmente, modelos experimentais com indução de xenotransplantes tumorais em camundongos imunossuprimidos a partir de células do câncer humano serão acompanhados e os tecidos alvos da caquexia experimental serão submetidos à uma série de investigações em vias moleculares potencialmente pró-caquéticas. Com a execução dessas atividades investigativas, pretende-se identificar alvos moleculares que possam ser utilizados futuramente como alvos terapêuticos potencias para controle e tratamento da caquexia associada ao câncer".

UnimontesCampus Universitário Professor Darcy Ribeiro - Vila Mauricéia - Montes Claros - MG

Acesso Restrito